A UNIFAE, desde o ano de 2005, conta com o Programa de Apoio à Iniciação Científica – PAIC, cujos objetivos são:

  • – contribuir para o fortalecimento das linhas de pesquisa institucionais da UNIFAE;
  • – qualificar quadros para os programas de Pós-Graduação e aprimorar o processo formativo de profissionais para os diferentes setores;
  • – proporcionar a aprendizagem de métodos e técnicas de pesquisa científica ao discente orientado;
  • – estimular o desenvolvimento do pensar de modo científico e criativo nos discentes, em decorrência de condições criadas confrontadas diretamente com os problemas de pesquisa;
  • – estimular o interesse pela pesquisa e desenvolvimento tecnológico, mediante participação em projetos orientados por professores pesquisadores qualificados;
  • – identificar e apoiar alunos de graduação com potencial para atuação em pesquisa;
  • – contribuir para a formação de recursos humanos para a pesquisa;
  • – contribuir para diminuição das disparidades regionais na distribuição da competência científica no país.

Ao longo desses anos a UNIFAE tem oferecido bolsas de iniciação científica. No ano de 2018 conseguimos 10 (dez) bolsas PIBIC.

No total oferecemos 20 bolsas para alunos de todos os cursos dentre os quais alunos do Curso de Medicina. Atualmente temos 19 alunos do curso realizando pesquisa na modalidade com bolsa ou voluntário.

No ano de 2018 foi realizado o 1º Congresso Acadêmico de Ciências Médicas da UNIFAE onde os alunos puderam apresentar suas pesquisas em andamento.

No ano de 2019, será realizado o 1º Encontro de Iniciação Científica da UNIFAE.

 

 

 

Gestão do PAIC

O PAIC é um programa coordenado pela Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (PROPEQ) da UNIFAE, com o objetivo de fornecer as diretrizes acadêmicas do programa, acompanhar e avaliar seu desenvolvimento, além de analisar e dar parecer sobre os pedidos de bolsas e sobre os relatórios dos bolsistas nos casos de renovação.

As normas completas e exigências devem ser consultadas na Resolução CEPE Nº 02/2017 antes da submissão: clique aqui.

 

 

Autorizações exigidas por Lei para execução de pesquisa

É de responsabilidade do Pesquisador Responsável obter e possuir todas as autorizações legais e exigíveis para boa execução do projeto.

 

 

Análise
As solicitações encaminhadas à PROPEQ obedece à sistemática da análise pelos pares que terá garantido o sigilo do Pesquisador Responsável. Este processo será realizado pelo Comitê Científico do PAIC que deverá seguir rigorosamente as indicações do programa.

 

 

Periodicidade

Visando o acompanhamento do desenvolvimento de suas atividades, o bolsista ou voluntário de IC deve elaborar dois relatórios científicos durante a vigência do projeto, sendo um Relatório Científico Parcial no sexto mês e um Relatório Científico Final, no décimo dia do mês subsequente ao término.

IMPORTANTE: No Relatório Final deve conter o artigo decorrente da pesquisa juntamente com o comprovante de submissão do mesmo.

 

 

Análise do Relatório Científico

O RC Parcial do bolsista de IC deve ser analisado pelo orientador. Para a referida análise o orientador deverá preencher o Parecer Parcial do Orientador, devidamente preenchido e assinado. Este relatório será analisado pela PROPEQ.

O RC Final, que deverá ser enviado à PROPEQ até o 10º. dia do mês subsequente ao término da vigência da proposta, deverá também vir acompanhado do Parecer Final do Orientador devidamente preenchido e assinado.
 O RC Final será analisado pelo Comitê Científica do PAIC.

 

 
Observações importantes

No caso de não ser apresentado um relatório no prazo estipulado ou do mesmo não ser aprovado pela assessoria, a bolsa do aluno é suspensa até sua apresentação ou reformulação satisfatória, a juízo da assessoria. Essa situação implica a impossibilidade de assinatura de novas concessões de bolsas ao aluno e ao Docente-Orientador.

 
 

TV UNIFAE INSTITUCIONAL

risco_separacao
 


 
 

CLIQUE AQUI E VEJA TODOS OS VÍDEOS >>>