OFICINA PROPORCIONA O APRENDIZADO DE NOVAS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS

Direcionada a pedagogos, graduandos e futuros profissionais, a oficina “Jogos, brinquedos e brincadeiras na Educação”, promovida pela coordenação no novo curso de Pedagogia da UNIFAE, trouxe professores das mais diversas áreas da Instituição para ministrar dinâmicas que remetem às vivências do educador em sala de aula. 

 

O foco central da oficina é mostrar que o ensino pode ser inclusivo e inovador ao transformar conteúdos técnicos em brincadeiras e jogos, explica o Prof. Me. Marcus Alvarenga, coordenador do curso: “É como uma troca, compartilhamos experiências e assim podemos trabalhar de maneira diferenciada. A pedagogia propõe isso: movimento e transformação. Quem escolheu o nosso curso fica ciente de que será transformado e se tornará um agente de transformação.”

 

O Prof. Me. Benedito Aparecido Santos, convidado para uma dinâmica sobre educação infantil, defende a ideia de que é necessário entender o contexto da criança para proporcionar uma educação efetiva: “ A criança é um ser humano em processo de construção, então não adianta realizar brincadeiras e jogos sem ter conhecimento de quem realmente é esse ser que aprende, questiona e exige atenção. ”

 

A educação financeira voltada à infância também foi abordada pelo Prof. Carlos Cardozo. “Este é um conceito que deve ser apreendido desde criança. Proponho uma abordagem bastante visual, que contribui para que os professores repliquem com facilidade nas escolas em que atuam.”

 

Este diferencial prático foi elogiado por Mariana Brás, professora de rede municipal: “Tudo que vivenciamos aqui, vamos poder colocar em ação na sala de aula”. Segundo o Prof. Cassio Almeida, uma das razões para utilizar jogos e brincadeiras é a motivação. “A criança adora jogar, correr e brincar. Os jogos vêm como ferramentas pedagógicas para melhorar a concentração dos alunos, coordenação motora, entre outros aspectos. A dificuldade na motricidade impede que a criança aprenda a ler e escrever.”

 

Reforçando a ideia de que o professor necessita despertar o lado imaginativo, o Prof. Leandro Moreira enfatiza que “o brinquedo não está no objeto, e sim na nossa criatividade.” Seguindo este pensamento, ele propôs a dinâmica “Sete desafios para se tornar rei”, que mostrou a importância da educação inclusiva. “Realizamos desafios de olhos vendados. Visitamos o reino do silêncio, onde os participantes aprendem a dar recados por libras, o reino das letras, utilizando a criatividade para inventar rimas, e diversos outros, com o objetivo de resgatar o que foi apagado pela tecnologia. As crianças da era dos videogames e celular recebem tudo pronto. É preciso estimular a mente dos pequenos. Quem brinca bastante aprende a ter liderança, autoconfiança, aprende a perder e ganhar, além de viver em sociedade.”, conclui o educador.

 

Disciplina inovadora – o curso de Pedagogia da UNIFAE conta com uma disciplina que une Saúde e Pedagogia, ministrada pelo Prof. Dr. Eduardo Moffa, que aproveitou a oficina para apresentar a proposta didática, voltada para as práticas que podem afetar o desenvolvimento dos pequenos. “Trouxe uma dinâmica ao final da qual a criança come um doce. Depois disso, o professor vai orientá-la para que faça uma boa escovação dentária, mostrando como evitar a cárie e manter a saúde.”

Fotos