Respiradores pulmonares são testados na UNIFAE

0
92

São João da Boa Vista e região podem ganhar um grande presente no combate à pandemia da COVID-19. Graças a uma parceria entre a UNIFAE e as empresas Biagio Turbos, Service Medical e INBRAS, estão sendo desenvolvidos respiradores (ventiladores) hospitalares para o atendimento de pacientes que apresentam dificuldades respiratórias graves.

A capacidade de oxigenação do ventilador foi testada na tarde desta terça-feira (2), no Laboratório de Simulação Avançada da UNIFAE, que conta com um robô (Sim Man) que simula o comportamento do homem em fase adulta, mediante diversos problemas de saúde.

O procedimento foi acompanhado de perto pelo proprietário da Service Medical, João Francisco Botura Montanhani; pelo gerente geral da Biagio Turbos, Miguel Dell´Agli; pelo proprietário da INBRAS, Valter dos Santos; e pelo reitor da UNIFAE, Prof. Dr. Francisco Arten.

“Estamos muito felizes em participar de um projeto de tal importância e magnitude. Torcemos para que o respirador passe por todas as fases de avaliação, o mais rápido possível, para que possa ajudar a amenizar a dor das pessoas”, afirmou Arten.

Também estiveram presentes a pró-reitora de Extensão da UNIFAE, Profa. Dra. Anita Bellotto Leme Nagib; a pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação da UNIFAE, Profa. Dra. Betânia Alves Veiga Dell´Agli; a Profa. Daniela Cristina Alexandre Simon Ciaco e a Profa. Me. Rebeca Ferreira, que participou ativamente no design do respirador.

“Estamos trabalhando neste projeto há algumas semanas, com o objetivo de ajudar, pois sabemos da carência deste tipo de equipamento no mundo todo. É por isso que tivemos a preocupação de fazer um planejamento utilizando os parâmetros corretos, de modo a resultar na melhor forma ventilatória para os pacientes”, explicou Rebeca.

Os respiradores ainda passarão por testes em animais, como parte das etapas de análise, até a liberação para uso humano. Após a aprovação pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a previsão inicial de produção é de 50 unidades/dia, sendo que os primeiros respiradores serão destinados à Santa Casa de São João da Boa Vista.